Entenda a relação entre alimentação e depressão!


É sim através da comida que o nosso corpo ganha energia e desempenha com facilidade as atividades que lhe são propostas, mas mais do que isso, é através dos alimentos corretos. Mas e se eu te falar que a alimentação também interfere na saúde mental, você acredita?

É estranho pensar que o que comemos muda a forma que nossa mente trabalha, pra melhor ou pra pior. E sabe por quê? Confira:


Alimentos Promotores!

1) Promotores do estresse: eles pioram o desempenho mental, proporcionando uma sensação de bem-estar momentâneo, mas que com o tempo agrava o quadro de estresse, são eles: açúcar, cafeína, álcool, entre outros.

2) Promotores do humor: são aqueles que auxiliam o cérebro em suas funções, promovendo um melhor desempenho. E são exemplos as verduras, frutas, frutas secas, água...que além de tudo atuam combatendo a depressão.


Mas qual é a relação AlimentaçãoXdepressão?

Segundo estudos, a depressão está diretamente ligada a uma inflamação crônica do organismo, que piora ou melhora (em partes) devido aos alimentos que são ingeridos.

Por exemplo, quanto maior a ingestão de açúcar e fast foods, quanto maior o índice glicêmico, maior a probabilidade de desenvolver ou agravar o quadro depressivo. Por outro lado, quando ingeridos alimentos ricos em nutrientes como frutas, peixes, grãos, oleaginosas, a inflamação diminui, melhorando ou prevenindo a doença.


Podemos perceber a importância da alimentação para cuidar de nossa saúde mental, mas vale lembrar que ela não é o único meio de se combater a depressão. Apesar dela ser um dos fatores, a saúde plena envolve muitos fatores e exige uma mudança de hábitos, como a prática de atividades físicas, um tempo para fazer o que gosta, ingestão contínua de água, e algo muito importante: visitas frequentes aos profissionais destinados a isso, a depressão não é uma brincadeira. Cuide de você e cuide de quem você ama!