Grãos, sementes e cereais: qual é a diferença?


Os grãos, sementes e cereais muitas vezes são confundidos, por serem parecidos as pessoas não se atentam às diferenças nutricionais que eles possuem e os impactos que causam em nossa saúde.

Você quer entender o que os difere? Confira:


Grãos!

Os grãos são resultados de colheitas, sendo usados como matéria prima para desenvolvimento de alguns produtos e alimentos ou para o consumo humano e animal. Possuindo uma quantidade significativa de carboidratos, os grãos são essenciais em uma alimentação balanceada e também servem para substituir carnes.

São eles: soja, grão de bico, lentilha, feijão, etc..

Como consumir: podem ser cozidos, consumidos e molho, com saladas, entre outras opções.


Sementes!

A semente é aquela capaz de gerar novas plantas, novos alimentos, quando está em um ambiente adequado. Na questão nutricional, apresentam características como uma boa concentração de gorduras boas que diminuem os níveis de colesterol do sangue, de ômega 3 e fibras.

São elas: linhaça, abóbora, chia, gergelim, etc.

Como consumir: com iogurtes, frutas, sucos, vitaminas e saladas, entre outras opções.


Cereais!

Os cereais pertencem a família das gramíneas, são plantas cultivadas e alteradas para serem comercializadas. Possuem uma grande quantidade de carboidratos, vitaminas e minerais que atuam proporcionando energia para o nosso corpo.

São eles: aveia, centeio, milho, cevada, entre outros.

Como consumir: podem ser cozidos, em forma de farelos e flocos, com leites, iogurtes...


O consumo desses alimentos é essencial para o bom funcionamento do nosso corpo e também da nossa mente, então vale ressaltar a importância de consumi-los com frequência ou diariamente.